Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘freganistas’

Antes de mais nada, feliz ano novo! Espero que as festas de todos os leitores do blog sejam excelentes e cheias de delícias, cremosas, crocantes, doces, salgadas, saudáveis e também as delícias nem tão saudáveis assim! Hoje todo mundo pode de exagerar um pouquinho! 🙂

Depois de muito tempo longe, finalmente estou de férias e vou publicar uma receita que não tem nada a ver com a época. Nada de peru, lombos ou uma sobremesa elaborada.

Ai… As bananas, coitadas das bananas!

Uma das minhas frutas favoritas, para comer sozinha, está sempre na bolsa, no cereal com leite, picada dentro de qualquer iogurte, até acompanhando a dupla arroz & feijão no prato ( Sim! Gosto!) que acaba abandonada nessa época do ano.

A festa é tomada por uvas, abacaxis, ameixas, pêssegos, melão, melancia, e todas essas frutas de festa, que só aparecem nessa época e é claro, precisamos recebê-las muito bem com as carnes, as saladas de frutas, nos pavês, nas tortas, nos sucos e também sozinhas, para sentir completamente e aproveitar o gostinho de cada uma dessas frutas-festeira-sumidas.

Mas e as bananas?! Coitadas das bananas… Ficam ali num canto, ornando a fruteira, o chapéu da Carmen Miranda, como figurantes. Não têm a posição de rainhas como o Rei Abacaxi, mas sem elas a festa não é a mesma. O que fazer com as bananas abandonadas, já quase murchinhas?

Não, não vamos fazer como o meu pai fazia:

“VAMOS LÁ, CADA UM PEGA UMA OU DUAS BANANAS E COME AGORA! AGORA!”

Não, a banana, coitada, nos acompanhou o ano todo, sempre tão fiel e daremos um destino assim, tão infeliz, tão cruel?

NÃOOOOOOO!!!!!!!!!!

Que o destino final das bananas que fizeram papel de coadjuvantes o ano todo seja um pouco mais digno. Que tal uma torta de banana? Um bolo de banana com o topo caramelizado? Uau, tá ótimo!

Não serve como sobremesa de uma mesa de Natal ou de Reveillon, mas depois das festas, de tanto sorvete, chocolate, pudim e pavês, que delícia é uma pedacinho de bolo com um chá?… Sim, lá estarão nossas aconchegantes bananas, cumprindo seu destino de estar sempre confortando estômagos famintos, organismos sedentos por comidinha-normal. Dessas que a gente não come nessa época.

Nham! Vamos à receita? Anotem aí!

A receita é dividida em 2 partes ou 3 etapas.

A primeira etapa: O caramelo

Você vai precisar de:

1 xícara de água

1 xícara de açúcar

manteiga ou margarina para untar uma forma de mais ou menos 22x32cm

6 ou 7 bananas sem destino. Não use bananas muito passadas.

Confesso. Achei difícil e não gosto de fazer caramelo. Não custa tentar, mas se vc não faz idéia ou nunca fez, tenta chamar alguém pra “te vigiar”. Eu precisei.

Coloque uma xícara de água para ferver. Em outra panela com a base mais larga coloque 1 xícara de açucar e mexa com uma colher de pau até derreter. Demora, fica quente, mas derrete! Acredite! Assim que derreter (não precisa ser tudo – espero que a Pri me corrija se eu falar alguma abobrinha! hihi) coloque uma xícara de água quente e continue mexendo para quebrar todos o açúcar.

Despeje o caramelo na forma já untada com a manteiga e distribua as bananas fatiadas no comprimento, com a parte “redonda” para cima. Fica mais bonito assim e elas ficam paradas no lugar.

Pronto, feito isso, vamos para a próxima etapa.

A segunda etapa: liquidificador

Essa é bem fácil! Pode fazer enquanto alguém está cuidando do caramelo, ok?

No copo do liquidificador, coloque:

3 ovos

1 lata de leite condensado

1 lata de leite (medida da lata)

1 xícara de óleo

1 colher de chá de canela em pó

Bata bem no liquidificador, até ficar homogêneo.

Agora a terceira e última etapa:

Despeje o conteúdo do liquidificador numa tigela para bater o bolo e acrescente à massa:

3 xícaras de farinha

1 colher de sopa de fermento em pó

Acrescente esses ingredientes bem devagarinho, misturando suavemente à massa. Se possível, peneire a farinha com o fermento antes. O bolo fica mais fofinho!

A massa vai ficando bem espessa, mas não deixe de continuar mexendo SUAVEMENTE!

Depois que estiver homogênea, sem as bolinhas de farinha, coloque a massa na forma, sobre as bananas e leve ao forno médio-alto, já pré-aquecido, por 40 minutos.

Espere esfriar e desenforme!

Nhammmmmmmmmmmmmmm

Finalizando, agradeço à Norminha, a fotógrafa oficial do evento e minha “Louro José”do dia. Ajudou durante toda e receita e faz questão dos créditos aqui no Delícias Cremosas! hihihi

E apesar de não ter aproveitando a sugestão, fica a colaboração da Ana, a outra irmã, em batizar a receita como “Torta Freeganista”, por conta do aproveitamento das bananas abandonadas hahahaah A idéia foi genial, mas pouco cabível aqui, nas minhas receitas com nomes tão romanticos! Fica o link pra quem ficou interessado no assunto e sei que tem algum programa do National Geographic falando sobre.

Anúncios

Read Full Post »